Redes Social

quarta-feira, 23 de abril de 2014

PREFEITURA RECEBE NOVOS VEÍCULOS

Sábado 19/04 a prefeitura de Frutuoso Gomes recebeu 3 novos veículos para auxiliar às necessidades do município. Os veículos: um palio para secretaria de saúde, uma caçamba e um caminhão cargo conseguidos pelo prefeito Dr. Lucídio Jácome. O palio foi conseguido através de uma emenda parlamentar da deputada Fátima Bezerra e os demais através de uma Emenda Parlamentar do Deputado Henrique Alves.

A entrega oficial aconteceu em frente ao palco de eventos e teve a participação do Prefeito Dr. Lucídio, primeira dama Zilna, Vereadores e moradores. Dr. Lucídio falou para os presentes dos benefícios trazidos ao município com a chegada desses veículos, mas deixou claro a todos que o seu grande sonho é uma ambulância nova equipada com U.T.I para município, e que não medirá esforços para conseguir esse grande benefício pra população de Frutuoso Gomes.

Fotos:




Marco civil da internet brasileira é aprovado pelo Senado

jovens-internet
O plenário do Senado Federal aprovou, nesta terça-feira (22), o novo marco civil da internet brasileira, proposto pelo projeto de lei da Câmara (PLC 21/2014). O projeto é considerado uma espécie de Constituição digital e estabelece princípios, garantias, direitos e deveres para internautas e provedores na web. O texto foi o mesmo já votado e encaminhado pela Câmara dos Deputados, com ajustes apenas de redação.
Agora, o projeto não precisa mais voltar à Câmara e a lei ser sancionada pela presidenta Dilma Rousseff. O governo pretende apresentar a lei brasileira como uma proposta para a governança mundial da internet durante o encontro NetMundial, que será realizado em São Paulo a partir de quarta (23). O evento será aberto pela presidenta Dilma.
Via Blog Robson Pires

Banda Grafith encerra Edição 2014 do Umarizal Fest

Pelo terceiro ano consecutivo, a banda Grafith, de Natal, encerrará com chave de ouro a edição 2014 do UmarizalFest, quando estará no Corredor da Folia fazendo a festa para centenas de foliões que amam e se agitam com o swing e a versatilidade do grupo musical. A Banda Grafith é uma banda de música popular formada em novembro de 1988 em Natal, Rio Grande do Norte, por quatro irmãos que permanecem como integrantes da banda até hoje. O repertório sem limite de gêneros musicais ou preconceitos fez com que a banda conquistasse um público fiel de diferentes camadas sociais, os "grafiteiros".

A Grafith sempre esteve adequada às novidades de cada geração. Nos anos 80, predominava o rock de Brasília, com Legião Urbana, Capital Inicial, também o Kid Abelha e os Abóboras Selvagens.

A banda começa a espalhar pelo país um grande número de fã-clubes e admiradores, sobretudo no seu estado de origem, além dos estados do Ceará, Pernambuco, Sergipe, Paraíba e até no Rio de Janeiro.

Alguns sucessos históricos da banda: O Bode, Jungle People, O Brasil canta, Camaleão, Fuleragem.

A banda Grafith transformou-se em uma verdadeira explosão, e é, sem duvidas, a banda mais bem sucedida da historia do Rio Grande Do Norte, são mais de 20 anos de carreira com um auge de 122% nas paradas. Atualmente está mais conhecida pelo fato de que o lutador de mma Renan Barão entrou no octógono ouvindo um de seus sucessos. 

Via Blog Folha Regional

segunda-feira, 21 de abril de 2014

Nova Pesquisa complica situação de Dilma

Da Folha de hoje:
Rivais empatam em cenário apenas com quem os conhece
FERNANDO RODRIGUES
DE BRASÍLIA
Os candidatos a cargos públicos costumam repetir que agora ainda é cedo para analisar o cenário eleitoral, pois a maioria dos brasileiros ainda não está conectada à disputa de outubro e poucos eleitores conhecem neste momento todos os principais nomes na corrida pelo Palácio do Planalto.
É tudo verdade. Segundo a mais recente pesquisa Datafolha, realizada nos dias 2 e 3 deste mês, apenas 17% dos eleitores afirmam conhecer “bem” ou “um pouco” os três principais pré-candidatos a presidente: Dilma Rousseff (PT), Aécio Neves (PSDB) e Eduardo Campos (PSB).
Nesse universo, embora a margem de erro do levantamento se torne bem maior por causa do número pequeno de entrevistados, o resultado final é muito diferente daquele apurado quando é considerado o total da amostra do instituto.
*
No cenário testado apenas com eleitores que conhecem os três principais candidatos, Campos fica com 28%. É seguido por Dilma, com 26%. Aécio pontua 24%.
Os três estão tecnicamente empatados. É que a margem de erro sobe para cinco pontos percentuais, para mais ou para menos. No âmbito geral da pesquisa, essa margem chega a apenas dois pontos percentuais.
O diretor-geral do Datafolha, Mauro Paulino, faz um alerta: “Os eleitores que conhecem os três candidatos são os que mais acessam o noticiário, ou seja, são os mais escolarizados, de renda mais alta etc. Nada indica que o eleitor típico de Dilma, ao conhecer Aécio e Campos, deixará de votar nela”.
Ou seja, a oposição não terá certeza de sucesso se garimpar apoio apenas entre os que já conhecem e votam em Dilma sem saber direito quem são Aécio e Campos.
*
A jazida inexplorada de votos à disposição de adversários do PT –e também aberta para a própria presidente Dilma– está no vasto grupo de eleitores que não vota na candidata governista e ainda não conhece muito bem as opções em jogo para pensar em fazer uma mudança.
Em todos os cenários pesquisados pelo Datafolha, no levantamento completo, a petista pontua de 38% a 43% e aparece à frente dos demais candidatos. O restante dos eleitores prefere outros nomes, está indefinido ou vota em branco, nulo ou em nenhum candidato.
Ainda dentro do universo dos que dizem conhecer bem Dilma, Aécio e Campos, desaparece o amplo favoritismo do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, registrado em todas as pesquisas até agora.
Quando é ele, e não Dilma, o candidato, seu percentual chega a 32%. Aécio e Campos pontuam 23% cada um.
Se Campos é substituído pela ex-ministra e ex-senadora Marina Silva como candidata do PSB a presidente, ela fica com 34% e lidera numericamente a pesquisa contra 23% de Dilma e 25% de Aécio –tudo no universo dos que dizem conhecer os três principais nomes na disputa.
Marina Silva também permanece competitiva se disputar nesse nicho eleitoral contra Lula e Aécio. Nesse cenário, a ex-senadora pontua 32%. O ex-presidente registra 29% e o tucano tem 24%.
Na semana passada, no entanto, o PSB confirmou que a chapa da legenda terá Campos como candidato e Marina na vaga de vice.

SEGUNDO TURNO
Nas simulações de segundo turno feitas pelo Datafolha com esse grupo de 17% dos eleitores que conhecem Dilma, Aécio e Campos, os vitoriosos são sempre de oposição –com uma vantagem fora da margem de erro.
Numa eventual disputa entre Dilma e Aécio, a petista seria derrotada porque sua marca é de 31% contra 47% do tucano. Na hipótese de embate com Campos, o socialista registra 48% contra 31% da atual ocupante do Palácio do Planalto.


.


Tiradentes: o único brasileiro cuja data de morte se comemora com um feriado nacional


Joaquim José da Silva Xavier, este é o nome do único heroi brasileiro cuja data de morte se comemora com um feriado nacional.N
asceu no ano de 1746, na Fazenda do Pombal, distrito de São João del Rey, em Minas Gerais. Porém, não há registro da data de seu nascimento, apenas do seu batismo, em novembro daquele mesmo ano.
Ao contrário do que seu apelido insinua, Tiradentes não suportava arrancar dentes. Ele era muito mais a favor de preservar os dentes do que arrancá-los. Porém, quando arrancar era irremediável, ele colocava coroas artificiais, feitas de marfim e de osso de boi, que ele mesmo fabricava.
Tiradentes tentou várias profissões: dentista, tropeiro, minerador e engenheiro. Entrou, então, para a Sexta Companhia de Dragões de Minas Gerais, como alferes, uma espécie de segundo-tenente.
Segundo relatos da época, Tiradentes era alto, magro e muito feio. Ele nunca usou barba e cabelos longos como é pintado e caracterizado em algusn livros. Como militar, o máximo que se permitia era um discreto bigode. Ele foi enforcado no Rio de Janeiro, com a barba feita e o cabelo raspado, no dia 21 de abril de 1792.
Segundo relatos da época, Tiradentes era alto, magro e muito feio. Ele nunca usou barba e cabelos longos. Como militar, o máximo que se permitia era um discreto bigode. Ele foi enforcado no Rio de Janeiro, com a barba feita e o cabelo raspado, no dia 21 de abril de 1792.
Ironicamente, 30 anos depois de ter projetado essas melhorias, Dom João VI mandou fazer a canalização do rio, seguindo os planos de Tiradentes. Em 1889, exatamente 100 anos depois, o engenheiro André Paulo de Frontin canalizou as águas da Serra do Tinguá, dentro dos mesmos moldes arquitetados pelo inconfidente.
Tiradentes não foi considerado um herói tão logo morreu e só passou a ser cultuado 98 anos após a sua morte. Como defendia idéias iluministas republicanas e antimonarquistas, durante o período imperial brasileiro, seu nome quase não era citado.
Em 1870, o movimento republicano o elegeu como mártir cívico-religioso e antimonarquista. A data de sua morte tornou-se feriado nacional em 1890. A primeira pintura oficial também data deste ano, de autoria de Décio Villares, que apresenta Tiradentes como Cristo, com barbas e cabelos longos.
Do site História Digital

Chicabana é atração outra vez no UMARIZALFEST

Pela segunda vez, a banda Chicabana estará em solo umarizalense no dia 3 de maio, fazendo show no Corredor da Folia e animando os foliões do UmarizalFest. Na vez em que aqui esteve o grupo musical agradou e mostrou que sabe animar qualquer evento.

A história da Chicabana inicia-se em outra banda, na qual os cinco músicos e amigos de infância Alex, André, Lucas, Fábio e Fabrício “os gêmeos” que a compõem tocavam. Banda essa que formada por eles, e que, permaneceram lá numa trajetória de mais ou menos 5 anos, quando surgiram novos caminhos, que todos estes levavam a formar uma nova banda, a “Chicabana”.

Logo em seguida após a saída deles da outra banda, parecendo coisa do destino, encontraram o vocalista e guitarrista “Kiko” que com toda sua simplicidade e humildade, sem falar de sua voz super contagiante e carismática, que se encaixava perfeitamente ao som que queriam fazer, veio assim, se integrar e compor “a Galera”.

Assim, no dia 25 de abril de 2006, nascia a Chicabana , banda essa que surgiu com a proposta de melhorar cada vez mais o som que estes músicos faziam desde a outra banda. “Estamos trabalhando muito em cima disso para dar continuidade a esse trabalho que desde o início sempre foi a nossa vida”, assim comentam os integrantes da banda.

“Chicabana”. Como explicar esse nome?

O nome Chicabana para alguns se traduz em algo “Chic e Bacana” , mas na verdade esse nome surgiu a partir do grande fã e amigo Yuri, que fazendo a junção do nome da maior banda de axé do planeta deu origem A Chicabana, que desde o início faz experiências com todos os tipos de música, desde o rock até o forró, sempre colocando na pegada “chicleteana” que é a cara da banda, buscando assim atingir a todos os gostos de quem vai aos shows.

Com um pouco de ousadia, organização, intuição e um grande amor pelo público que torce pelo trabalho que vem sendo feito, a Chicabana procura estar sempre em contato com todos que estão a sua volta.

Falar da Chicabana é falar em festa, é falar em alegria, essa alegria que invade e contagia a todos aqueles que passam por nossos shows sendo em cima de trios ou palcos, sendo em micaretas e carnavais, sempre procurando dar o melhor do que podem oferecer.

Tendo no repertório músicas de artistas consagrados como Ivete, Asa de Águia, Daniela Mercury, entre outros, sempre as colocando na pegada da banda que não deixa de ser o ritmo Chicleteiro.

Hoje, já com algum tempo de existência, por onde passa a Chicabana deixa alegria e muitos fãs. 

Via Blog Folha Regional

Forró De Nós CD PROMOCIONAL 2014 VOL.3


Informações do CD:

Nome do Álbum: CD Promocional Vol.3
Banda: Forró de Nós
Ano do Lançamento: 2014
Numero de Faixas: 25 faixas
Tamanho: 71 MB
Gravação: Tape Music
Qualidade: 10


quinta-feira, 17 de abril de 2014

Deu No Blog Folha Regional Prefeitura de Frutuoso Gomes desenvolve ações em prol da população

A prefeitura municipal de Frutuoso Gomes está trabalhando cada vez mais, com o propósito de trazer cada vez mais melhorias para o município, através do prefeito Dr. Lucídio e sua equipe que entregou e inaugurou essa semana a chegada da água na comunidade Mambaça de Cima. "Esta obra é de grande importância para esta comunidade, pois é um sonho que se realizou" comentou a moradora da comunidade. 
 
Prefeitura Municipal de Frutuoso Gomes em parceira com a EMATER realizou nesta quarta-feira (16/04), na sede do CRAS (Centro de Referencia de Assistência Social), uma grande distribuição de peixes para as famílias carentes do município. Ainda esta semana foram distribuídos 700 kg de peixe para a população, sendo que a prioridade foram as famílias carentes do município que são assistidas pelo programa Bolsa Família. Desta forma, os moradores do município passarão a Semana Santa com a mesa farta do alimento tão procurado nessa época. 
 
A secretária Janda Jácome esteve presente e acompanhou toda programação da distribuição de peixe na Semana Santa para as famílias de baixa renda da cidade.
Fotos: Jardino Tavares

domingo, 13 de abril de 2014

Belo e ousado na medida certa...! O cantor Léo Santana, disse que é amado pelos gays

Léo Santana (Foto: Divulgação)


Hum...!Belo e ousado..! Depois de mostrar seu "rebolation" na banda Parangolé, o cantor tudo de bom.com, Léo Santana resolveu alçar novos voos. O ex-vocalista e lider do grupo de axé, que ficou conhecida nacionalmente em 2010, agora segue em  carreira solo. “Chegou um momento em que meu nome ficou mais forte que o da banda. Saí numa boa e agora venho mais ousado do que nunca”. Ele disse ainda, que; " foram quase 10 anos e só tive conquistas, muitas coisas boas em pouco tempo. Tudo foi acontecendo naturalmente...entrei com 18 anos e fui conquistando um espaço muito legal. Chegou um momento em que meu nome ficou mais forte que o do grupo e pensei: 'Será que esse é o momento de sair?', Fiquei angustiado e sem saber como falar, mantendo isso em segredo. As pessoas já estavam chamando a banda de Léo Santana e Parangolé. Foi aí que vi que era o momento. Chamei meus empresários, conversamos e, pra minha felicidade, eles aceitaram. Foi uma coisa natural, não brigamos, não teve desastre". Leo Santana, disse ainda  que já está trabalhando no seu novo projeto, selecionando repertorio para gravar nos próximos dias o seu novo CD, com canções inéditas . Quanto ao assédio dos fãs ele disse que ver a coisa com naturalidade, sem stress e nem nada, inclusives pelos  gays, por quem ele é admirado e amado: " recebo varias cantadas! Mas levo na esportiva, trato com carinho e respeito. As cantadas do gays são das mais surpreendentes até as mais bobas. É divertido e não tenho nenho nenhum preconceito. Me sinto tão querido por eles! Ganhei por votos deles pra sair na "G Magazine", mas não aceitei o convite.

Léo Santana (Foto: Divulgação)

Léo Santana (Foto: Divulgação)

sexta-feira, 11 de abril de 2014

Hoje à tarde, na Câmara Municipal de Antonio Martins, acontece solenidade de entrega de título de cidadã a querida Alexandra Moreira



Título merecidíssimo. Parabéns!!!
Já Mim Sinto Lá Desdo Já

Deu no G1 - Após 8 anos, potiguar vira médico em cidade onde dirigia ambulância

Ricardo Dantas saiu da cidade de Lucrécia para estudar Medicina na Bolívia. Ex-motorista atende pacientes gratuitamente fora do horário de trabalho.
Felipe Gibson Do G1 RN
Ricardo Dantas transportou pacientes em ambulância por cinco anos em Lucrécia, RN (Foto: Arquivo pessoal/Ricardo Dantas) 

Para Ricardo, o papel do médico vai além da consulta (Foto: Arquivo pessoal/Ricardo Dantas)
Para Ricardo, o trabalho do médico exige amor

Ricardo Dantas transportou pacientes em ambulância por cinco anos 

Um motorista de ambulância que deixou sua cidade no interior com o sonho de estudar Medicina e voltou oito anos depois como médico formado. O caso aconteceu em Lucrécia, município de pouco mais de três mil habitantes na região Oeste do Rio Grande do Norte, onde nasceu Ricardo Dantas Duarte, de 39 anos. Filho de um agricultor e de uma merendeira, o protagonista da história atualmente trabalha como médico do Programa de Saúde da Família (PSF), coordena uma unidade de urgência da cidade, dá plantão em municípios vizinhos e ainda arruma tempo para atender pacientes em um consultório montado na própria casa.



"Disseram que era loucura", conta Ricardo ao lembrar do plano para se tornar médico. O então motorista de ambulância deixou a mulher e a filha de dois anos e vendeu os únicos bens que tinha - uma casa e um carro - para fazer o curso na Bolívia. Na cidade de Cochabamba morou de favor em um quarto nos fundos da casa de um conhecido. "Era do pai de um amigo que conheci em Lucrécia. Um médico boliviano que me incentivou a correr atrás desse sonho", explica Ricardo, que também é formado em Pedagogia.

Ricardo chegou à Bolívia no segundo semestre de 2003 em meio a uma série de protestos que culminaram na derrubada do presidente Gonzalo Sánchez de Lozada. "O país estava quase em guerra civil. Tocaram fogo no ônibus em que eu estava e fugi pela janela. Precisei andar 13 quilômetros até a cidade", lembra o médico, que começou ali uma vida de oito anos na Bolívia, sem nunca ter deixado de visitar a família em Lucrécia, para onde viajava semestralmente de trem e ônibus. "Não dava para pagar viagem de avião", diz.



O curso foi terminado em 2010, mas Ricardo permaneceu na Bolívia trabalhando. O retorno definitivo a Lucrécia aconteceu no ano seguinte. "Fiz a revalidação do meu diploma e comecei a trabalhar na cidade", conta o médico, que começou a se interessar pela profissão quando transportava diariamente os pacientes. "A gente acompanhava os casos e via o abandono das pessoas. Isso foi gerando uma indignação em mim. Quando você procura um médico não está só atrás de uma cura científica. Não custa nada um pouco de carinho", acrescenta.

Formado médico, Ricardo levou ao pé da letra o que considera o ideal tratamento a um paciente. Sempre com um sorriso no rosto, o ex-motorista de ambulância atende gratuitamente pacientes mais humildes na sala de casa. Dos trabalhos no PSF e plantões em cidades vizinhas ele tira o sustento da família. Do caminho que teve de percorrer para realizar o sonho, o médico guarda um conselho. "Para quem nasce na pobreza, a única forma de ser rebelde é estudar", afirma.

Espera sem fim

Enquanto Ricardo passava dificuldade na Bolívia, sua mulher, Maria da Conceição do Nascimento Duarte, 37 anos, dava aulas de matemática para ajudar o marido fora do país. Com a venda da casa e do carro para financiar a viagem, a professora foi morar na casa dos pais de Ricado. "Quando ele me falou o que queria fazer, disse 'se é seu sonho vou apoiar', e fiquei aqui com nossa filha", afirma.

Apesar de ter apoiado a ideia, a professora confessa: "não foi fácil". Conceição conta que a comunicação era difícil, porém não se abalou. "Ele vinha de seis em seis meses, firme e forte. Matávamos a saudade", conta. Quando o marido retornou com o diploma de médico, Conceição viu que o esforço valeu a pena. "Tive uma sensação de missão cumprida", lembra.


Ricardo montou consultório dentro de casa para receber pacientes em Lucrécia, RN (Foto: Arquivo pessoal/Ricardo Dantas) 
Ricardo montou consultório dentro de casa

para receber pacientes


Companheiro de trabalho de Ricardo na época das ambulâncias, Cleberson Dantas de Brito, de 38 anos, lembra que o trabalho do médico ia além do transporte de pacientes. "Os dois motoristas éramos nós. Além de dirigir, Ricardo marcava consulta, entrava em fila. O trabalho despertou o desejo dele de ajudar os pacientes de melhor forma", conta Cleberson, que também largou as ambulâncias e atualmente trabalha no Conselho Tutelar de Lucrécia.

Cleberson explica que no início foi difícil acreditar no plano do companheiro. "O que mais me admirou foi ele ter deixado a mulher e a filha para realizar o sonho. No início as pessoas, até da família, tinham receio e medo. Na primeira vez que ele veio visitar a cidade tivemos firmeza da decisão dele", relata.

Outro que acompanhou a trajetória de Ricardo foi o aposentado Manoel Alves do Nascimento, conhecido como Nezinho, de 68 anos. Por cinco anos o médico levou a mulher de Nezinho, na época com câncer, para Natal. A mulher faleceu pouco tempo depois, mas Manoel Alves é até hoje grato pelo tratamento dado por Ricardo. "É um irmão", resume o aposentado, que também é paciente do médico.

Via Blog Folha Regional

quarta-feira, 9 de abril de 2014

PREFEITURA INICIA CURSOS DE PADEIRO E CONFEITEIRO

Prefeitura Municipal, Secretaria M. de Assistência Social, em parceria com a ONG Viva Melhor, realizam os cursos de Padeiro e Confeiteiro no município.

O curso de padeiro esta sendo ministrado por Homero Leite e Washington Leite, na padaria Pai & Filhos. Já o de confeiteiro será ministrado por Ilicléia no Cras. O prefeito Dr. Lucídio não mede esforços para trazer benefícios para o povo de Frutuoso Gomes.

Fotos:

Venha para Semana Santa em Patu!

 Encenação da Paixão de Cristo, com atores locais, no Adro da Igreja Matriz de Nossa Senhora das Dores na Quinta e Sexta Feira Santa

Concurso de Malhação de Judas

Vá preparando o seu "Judas", em breve inscrições na Prefeitura de Patu.

1º Lugar: 250,00
2º Lugar: 150,00
3º Lugar: 100,00
Obs: A organização não aceitará inscrições e Judas que possua alguma conotação política ou que venha denegrir pessoas do município de Patu 

Torneio de Vôlei de Areia


Gincana Automobilística



Corrida de Jegue
Não mate o seu jegue e venda a carne como recomendou o promotor da cidade de Apodi, venha com ele pra Patu e participe da corrida de Jegue.

Festa na Praça de Eventos Oliveira Rocha
Blog da Folha patuense

Desse jeito muita gente vai querer “se drogar”. Ê Brasil… sil…sil… sil…

droga crackNo Estado de Minas Gerais, os políticos estudam a possibilidade de criarem uma cota de 10% nas vagas para concursos públicos destinados a usuários de drogas considerados dependentes químicos.
Ou seja, nesta hipótese, se você estudar um pouquinho e cheirar bastante a suas chances de passar no concurso aumentam consideravelmente.
A justificativa para esta ideia brilhante está no fato de o Estado não oferecer o número de vagas suficientes para o tratamento dos viciados. “Com as cotas, o próprio usuário poderia se tratar com os seus próprios recursos”, diz o autor dessa pérola política e jurídica.
Não seria mais coerente a saúde pública cuidar de seus doentes de forma decente, enquanto os órgãos públicos contratam novos funcionários somente quando precisarem ao mesmo tempo que os que desejam uma vaga no serviço público conquistarem a mesma com o seu próprio mérito, estudando e sem subterfúgios?
É impressão minha ou cada dia que passa os políticos estão cada vez mais bizarros?
Qual será o resultado daqui a 20 anos para a sociedade que consome cada vez mais este tipo de filosofia do coitadismo, formando uma população na base da política dos privilégios?
Não consigo medir o tamanho do estrago na cabeça das grandes massas, em especial dos jovens que recebem doses diárias dessa filosofia da mediocriadade em troca de votos. É uma espécie de desmatamento predatório do que resta de dignidade e mentalidade de águia caçadora neste povo sofrido e manipulado que está em processo de “engalinhamento” assumido, o que os tornam ainda mais fáceis de serem manipulados.
Ao primeiro sinal de filosofias galináceas vomitadas por políticos querendo amansar o seu instinto caçador em troca de algum privilégio, rejeite a sua doutrina. De grão em grão é que a galinha enche o papo. E a marca do grão nós já conhecemos: “coitadismo”.
Do Geração Valor